A partir do dia 23 de fevereiro, o Processo Judicial Eletrônico (PJe) chega ao Conselho Especial do TJDFT. A implantação segue cronograma estabelecido pelo Comitê Gestor do PJe. Atualmente, 66% das serventias do TJDFT operam por meio do PJe. Até o final deste ano de 2018, o sistema estará funcionando em todo o Tribunal.
O PJe começou a ser implantado no TJDFT em julho de 2014 e foi paulatinamente integrando juizados e varas ao sistema. No primeiro semestre de 2017, os processos digitais já correspondiam a mais de 80% do montante dos físicos distribuídos na 1ª Instância e a 43% na 2ª Instância. Em setembro, chegou à totalidade das varas cíveis, de família, de órfãos e sucessões, de registro público, de meio ambiente e de falências do TJDFT. Em outubro, a distribuição de Habeas Corpus para as três Turmas Criminais e de Conflitos de Jurisdição para a Câmara Criminal passaram a ser feitas por meio do PJe, inaugurando a implantação na área criminal.
A previsão é que em março deste ano de 2018 o sistema PJe chegue também às Varas Criminais.

Fonte: TJDFT

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top